Entretenimento

Resenha: O Símbolo Perdido – Dan Brown

/home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/608/76479675/files/2015/01/img_5961.jpg

Infelizmente não tenho muito tempo pra ler sobre assuntos diferentes dos jurídicos, ultimamente só consigo essa proeza nas minhas férias.

E de férias estou, meu escolhido foi o Símbolo Perdido do Dan Brown (inclusive presente do namorado, obrigada amor!!!! 😚😚).

Eu já li vários livros do Dan Brown, e simplesmente adoro!

Aliás, sou uma grande fã de leitura, de qualquer tipo de leitura.

O livro como sempre conta com uma uma estória intrigante, cativante e que te prende até o fim.

Título: O Símbolo Perdido
Autor: Dan Brown
Ano: 2009
Gênero: Suspense
Editora: Sextante

/home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/608/76479675/files/2015/01/img_5960.jpg

Depois de Código da Vinci, que se tornou Bestseller, e Dan Brown conhecido como um dos maiores autores de suspense, ele volta com mais uma estória do professor de simbologia Robert Langdon.

Muito embora o livro contenha milhões de dados históricos e científicos, você chega ao fim entendendo tudo o que aconteceu, e isso me deixa maravilhada, porque você acaba absorvendo inúmeras informações com o livro.

Como não poderia ser diferente, o assunto abordado tem profunda ligação com a Maçonaria, a Igreja Católica e outras sociedades secretas.

/home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/608/76479675/files/2015/01/img_5959.jpg

Nas estória, Robert Langdon, o professor de simbologia, entra mais uma vez em uma aventura, depois de ser enganado por um louco que se alto entitula Mal’aka, Langdon se vê preso na trama de desvendar um milenar mistério para salvar a vida de seu grande amigo Peter Solomon.

Mal’aka é um personagem de inúmeras facetas, preocupado principalmente em sua própria ascensão.

A hora mais sombria é sempre a que precede o amanhecer.

Um vilão exótico, inteligente e que se mostra um excelente estrategista.

O ato de tatuar a pele era uma declaração de poder transformador, um anúncio ao mundo: Eu controlo minha própria carne.

Langdon conta com a ajuda de Katherine Solomon, irmã de seu amigo e uma cientista que investiga a ciência noética.

A dupla conta ainda com ajuda de outras pessoas durante a trama, mas sem saberem ao certo em quem confiar, pois muita gente se envolve com o segredo milenar.

Segundo o livro, com tal a revelação do segredo, o homem conseguiria chegar à Apoteose, se tornando Deus, ou seja, a transformação divina do homem, informações valiosíssimas, e que não poderiam cair em mãos erradas, sob pena de um colapso mundial.

Viver no mundo sem tomar consciência do significado do mundo é como vagar por uma imensa biblioteca sem tocar os livros.

Inúmeros símbolos, línguas, sociedades, mitos, lendas e segredos são contados durante o livro, e é simplesmente fascinante e surpreendente o jeito como te cativa e te prende.

Recomendado! 👍👍👍👍

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s